Lutando contra a solidão dos dias festivos

É verdade. Para muitas pessoas, os dias festivos trazem lembranças dolorosas. As feridas da infância ou a perda de entes queridos os atingem duramente durante esse tempo sentimental. Enquanto muitos celebram as alegrias do Natal, outros sofrem a solidão que a época traz.

Durante um dos momentos mais desesperados na vida de Davi, o futuro rei ungido de Israel estava fugindo de dois inimigos diferentes — não era exatamente um tempo para comemorar. Com os filisteus ao oeste e o rei Saul ao leste, um Davi angustiado encontrou o refúgio na caverna de Adulão (1 Samuel 22:1 – 2). Do ponto de vista humano, Davi estava sozinho. Ele expressou o que sentiu na forma de uma oração:

Ninguém se preocupa comigo… Ninguém se importa com a minha vida. (Salmo 142:4)

Mas David também disse,

Quando o meu espírito desanima, és tu quem conhece o caminho que devo seguir. (142:3)

Em Hebraico, a palavra Tu denota um tom enfático, implicando que só Deus verdadeiramente entendeu a dor de Davi. Do fundo desta caverna, Davi exclamou em voz alta:

Tu és o meu refúgio. (142:5).

As palavras de David ilustram a tensão entre a sua alma aflita e sua dependência de Deus. A extrema solidão, muitas vezes, se assemelha a uma prisão – como aconteceu com Davi. Muitas vezes é seguida de pensamentos e atos de desespero. Mas quando nos sentimos oprimidos e sós, podemos lembrar que o Senhor está presente e “conheces todos os [nossos] caminhos.” (139:3). Não importa o que sentimos, a palavra de Deus nos promete que isso é verdade.

Ele não nos deixou sozinhos.

Davi, em seu exemplo de vida, nos ensina que as épocas de solidão são momentos em que temos que buscar refúgio em Deus através da oração. Não são momentos para buscar as soluções do mundo. O Senhor constantemente nos ensina isto, que durante as provações devemos despir-nos de tudo, exceto dEle – uma verdade que Davi afirmou: “Tu és tudo o que tenho nesta terra!” (142:5 OL).

Por isso, quando nos sentirmos sozinhos – e quero dizer realmente sozinhos – precisamos nos apegar nas promessas de Deus, que nos diz que Ele nunca nos deixará… nunca nos abandonará… e estará sempre concosco (Deuteronômio 31:8, Mateus 28: 20, João 14:18).

A solidão é o chamado de Deus para nos aproximarmos dEle.

Direitos autorais da tradução em português © 2014 Wayne Stiles. Usado com permissão.

Postado em Natal e marcado , , , , .

Wayne Stiles recebeu seu Mestrado de Teologia em Ministérios Pastorais e Doutorado de Ministério em Geografia Bíblica no Seminário Teológico de Dallas. Em 2005, depois de servir no pastorado por 14 anos, Wayne se juntou à equipe dos Ministérios da Insight for Living, onde ele lidera e trabalha ao lado de uma equipe de escritores, editores e pastores, e serve como o Vice-Presidente Executivo e Diretor Principal de Conteúdos. Wayne e sua esposa, Cathy, vivem em Aubrey, Texas, e têm duas filhas na faculdade.