A Graça Chegou

Que boa notícia para lembrarmos no final do ano. Afinal, quando chega esse período, um misto de sentimentos invade nossos corações. Olhamos para trás e nos orgulhamos pelo que conquistamos, ou nos decepcionamos porque não alcançamos nossas metas. Confiamos mais em nós mesmos do que no cuidado de Deus. Nós nos esquecemos da graça e tentamos fazer por merecer, não é verdade?

Agora, pense comigo, vamos exercitar nossa imaginação.  Se você fosse escolher um animal para ser, qual escolheria? Você já fez isso alguma vez? Normalmente, ninguém responde “Eu gostaria de ser uma ovelha!” É comum escolhermos ser um leão, uma águia, um lobo, uma raposa… Dificilmente uma ovelha.

Mas sabemos que as ovelhas têm um papel importante nas Escrituras, pois são usadas para descrever a igreja. Acontece que muitas vezes romantizamos essa figura… consideramos um privilégio sermos chamados de ovelhas. Usamos isso quase como um distintivo espiritual. Veja, essa visão pode distorcer o que a própria Bíblia tem a nos ensinar sobre as ovelhas como metáforas para a igreja. Não há nada de romântico aqui.

Em primeiro lugar, ovelhas são rudes e teimosas. Não importa quantas vezes você traga um rebanho de ovelhas de volta, elas tendem a se afastar novamente, pois não aprendem com os seus erros. Em segundo lugar, as ovelhas não são branquinhas e fofinhas como nos desenhos e, sinto dizer, costumam cheirar mal.

Em terceiro lugar, as ovelhas são indefesas e muito dependentes. Elas têm um corpo muito pesado na parte de cima por causa de sua lã e suas pernas são finas, o que exige equilíbrio para se sustentarem. Ovelhas não são ágeis, não conseguem se camuflar e nem tem uma mordida forte. Em quarto lugar… Ovelhas se confundem e se assustam facilmente. Não precisa de muito para que elas se percam do rebanho. Tudo o que foi dito nos leva a essa conclusão: ovelhas precisam do cuidado gracioso de um pastor.

E nós também precisamos.

Ser chamado de “ovelha” não é um grande elogio – mas sabemos que o termo se ajusta bem a nós… somos pecadores teimosos, confusos e tolos –mas a boa notícia é que mesmo sem merecermos, temos um pastor: Jesus! Enquanto uma ovelha ouvir a voz de seu pastor, ela será guiada, assim como lemos nas palavras de Jesus em João 10:2-5:

“Eu asseguro a vocês que aquele que não entra no aprisco das ovelhas pela porta, mas sobe por outro lugar, é ladrão e assaltante. Aquele que entra pela porta é o pastor das ovelhas. O porteiro abre-lhe a porta, e as ovelhas ouvem a sua voz. Ele chama as suas ovelhas pelo nome e as leva para fora. Depois de conduzir para fora todas as suas ovelhas, vai adiante delas, e estas o seguem, porque conhecem a sua voz.”

Posted in Natal.

Uma variedade de autores qualificados contribuem com conteúdo para o Ministério Razão Para Viver - de escritores dedicados, a conselheiros bíblicos ou pastores de outros países. Mas antes de qualquer palavra escrita na página, estes homens e mulheres biblicamente treinados estudam, oram e trabalham sobre cada tópico para que cada bem escrito artigo elabore a integridade da Escritura com os fundamentos práticos das necessidades de hoje.