Deus realmente está no controle?

Alguma vez você já se perguntou: “Será que Deus realmente tem as coisas em Suas mãos, ou talvez a minha vida esteja escorregando para fora do controle?” Eu já. Aceitei Cristo aos 18 anos, logo concluí que se eu simplesmente fizesse coisas certas o suficiente, a minha vida cristã seria uma subida constante em direção à maturidade. Numerosos contratempos e falhas mais tarde, ainda acreditava que Deus estava no controle e tinha um propósito em tudo.

Mas quando minha carreira, ministério, relacionamentos e vida espiritual entraram numa série de becos sem saída, eu não tive tanta certeza. Talvez eu estivesse enganado. Em vez de Deus estar no controle, talvez o curso da minha vida não tivesse nenhum propósito real, afinal das contas. Talvez os meus erros tivessem sido mais do que Deus poderia manejar.

Não temos todos olhado para as nossas vidas por vezes e pensado: “O que pode ser feito nessa bagunça?” Externamente, pelo menos, a vida às vezes parece sombria e caótica. Muitas vezes parecia assim para as pessoas na Bíblia. Pense em José sentando na prisão injustamente, Davi fugindo de um rei assassino Saul, ou Ezequias enfrentando o exército assírio esmagador fora dos portões de Jerusalém. Como as coisas se tornaram tão ruins assim? Ou o plano de Deus ainda estava no lugar, ou Ele tinha saído de férias?

Um dos escritores da Bíblia falou sobre esse assunto de forma mais incomum. O livro de Ester nunca mencionou Deus, no entanto, se referiu a uma parte da história judaica que tinha as digitais de Deus por todo o lado. É como se o escritor quisesse enfatizar que Deus está ativo nos bastidores, mesmo quando as coisas parecem fora do controle.

As coisas pareciam definitivamente assim para os judeus que viviam no exílio na Pérsia. Ser arrastado para uma terra estrangeira cruel já era ruim. Agora, o homem que era a mão direita do rei tinha o convencido a assinar um decreto para exterminar os judeus. Acontece que os detalhes do plano tornaram-se conhecidos para um judeu chamado Mordecai que morava na capital. Também descobriu-se que este homem tinha criado uma bela órfã judia chamada Ester. Entre as inúmeras candidatas, Ester foi escolhida como a rainha pelo rei, que aliás tinha acabado de rebaixar sua rainha anterior.

Esta jovem, ainda uma menina, na verdade, teve a força interior para arriscar sua vida ao abordar o rei em nome de seu povo. E o rei por acaso havia acabado de ler os registros do reino, onde ele descobriu que Mordecai nunca tinha sido recompensado pela descoberta de uma conspiração contra a vida do rei. Então, quando Ester implorou pela vida de seu povo, o rei, que a amava, inclinou-se favoravelmente em relação aos judeus. Assim, os judeus foram milagrosamente salvos, e seu inimigo condenado à forca.

Que conto de intrigas na corte do rei! E que história de uma jovem mulher, cuja fé a levou a confiar na providência de Deus, mesmo quando parecia que o plano de Deus para seu povo seria permanentemente descartado.

Os escritores do Novo Testamento nos asseguram de que nosso Pai celestial tem definitivamente tudo sob controle em nossas vidas. Paulo escreveu que os crentes em Cristo foram “predestinados conforme o plano daquele que faz todas as coisas segundo o propósito da sua vontade” (Efésios 1:11). Em outras palavras, Deus tem um plano e nada vai desfazer o Seu plano, como um todo, nem a nós individualmente.

O apóstolo reconheceu que a vida neste mundo decaído é uma bagunça frustrante (Romanos 8:20-23), mas diz que podemos ter a certeza de que Deus está usando até os menores detalhes e acontecimentos mais insignificantes para fazer Suas boas intenções em nossas vidas. Esse propósito é que nos tornemos semelhantes a Jesus (Romanos 8:28-29).

As coisas parecem caóticas olhando do lado de fora, no entanto, Deus está trabalhando por trás dos bastidores em nossas vidas para o Seu propósito eterno. E Ele irá realizar para a Sua glória (Efésios 1:12). Até mesmo os nossos erros, embora sejam muitos, não vão frustrar o Seu plano. “Aquele que os chama é fiel, e fará isso.” (1 Tessalonicenses 5:24, ênfase adicionada).

Como José, talvez podemos finalmente compreender nessa vida por que Deus permite que as coisas aconteçam como elas acontecem (Gênesis 50:20). Ou, como muitos dos santos do Antigo Testamento, talvez nunca possamos juntar as peças deste lado do céu (Hebreus 15:35-40). Mas tudo bem. Nós não somos os artistas de tapeçaria. Deus é.

Neste momento vemos apenas a parte de trás do tapete em nossas vidas: um emaranhado desordenado de fios. Quando somos tentados a duvidar de que uma bela imagem está realmente sendo criada do outro lado, aqui estão algumas coisas que podemos fazer. Em primeiro lugar, permanecer na Palavra de Deus. Quando as coisas realmente ficarem ruins, inunde-se com a Palavra de Deus. É a única maneira de ver as coisas de forma consistente a partir da perspectiva de Deus, em vez de vê-las a partir de nossa perspectiva terrena.

Em segundo lugar, não tente ver a bola de cristal. Não tente descobrir tudo. Nós não somos bons nisso, de qualquer maneira. Além disso, quando tentamos dar sentido ao que parece não tê-lo, estamos optando por confiar no que vemos, em vez de confiar em Deus que não podemos ver. Aceite que não somos capazes de compreender as complexidades de um universo vasto.

Em terceiro lugar, confie em nosso Pai celestial. Confie que Ele é soberano, e de fato tem tudo sob controle. E confie que Ele é bom, que o Seu coração está cheio de amor por nós, e Ele está tecendo “uma glória eterna que pesa mais do que todos” para nós (2 Coríntios 4:17).

Direitos autorais da tradução em português © 2014 por Insight for Living. Todos os direitos mundialmente reservados.

Postado em Crise, Deus, Encorajamento e Cura, Necessidades Especiais, Personagens Bíblicos, Vontade de Deus e marcado , , , , , .

Uma variedade de autores qualificados contribuem com conteúdo para o Ministério Razão Para Viver - de escritores dedicados, a conselheiros bíblicos ou pastores de outros países. Mas antes de qualquer palavra escrita na página, estes homens e mulheres biblicamente treinados estudam, oram e trabalham sobre cada tópico para que cada bem escrito artigo elabore a integridade da Escritura com os fundamentos práticos das necessidades de hoje.