Certo sábado Jesus estava passando pelas lavouras de cereal. Enquanto caminhavam, seus discípulos começaram a colher espigas. Os fariseus lhe perguntaram: “Olha, por que eles estão fazendo o que não é permitido no sábado?” Ele respondeu: “Vocês nunca leram o que fez Davi quando ele e seus companheiros estavam necessitados e com fome? Nos dias de Abiatar, o sumo sacerdote, ele entrou na casa de Deus e comeu os pães da Presença, que apenas aos sacerdotes era permitido comer, e os deu também aos seus companheiros”. E então lhes disse: “O sábado foi feito por causa do homem, e não o homem por causa do sábado. Assim, pois, o Filho do homem é Senhor até mesmo do sábado”. (Marcos 2:23-28)

Na mente dos fariseus, os homens estavam trabalhando no sábado, pois ‘arrancar trigo de seus ramos é colher, esfregar o trigo na palma da mão é debulhar, e separar a moinha é joeirar’. Jesus repreendeu os autodenominados guardiães da moralidade com três destaques muito importantes:

O primeiro é que os fariseus davam mais prioridade ao costume dos homens do que à lei de Deus.

Em seu esforço de elevar-se e dominar os outros, eles desprezaram os dois mandamentos mais importantes: “Respondeu Jesus: “Ame o Senhor, o seu Deus de todo o seu coração, de toda a sua alma e de todo o seu entendimento’. Este é o primeiro e maior mandamento. E o segundo é semelhante a ele: ‘Ame o seu próximo como a si mesmo.” (Mateus 22:37-40).

Segundo, Deus deu as leis ao povo para abençoá-lo, não para sobrecarregá-lo.

Toda regra eleva a qualidade da vida humana, ou restaura o relacionamento de uma pessoa com Deus depois de uma ruptura. Deus nunca faz exigências estranhas, nem coisa alguma por mero capricho.

Terceiro, uma vez que a lei veio de Deus, ela nunca pode ser maior que Deus.

(…) o Senhor abençoou o sétimo dia e o santificou” (Êxodo 20:11). A ousada declaração de Jesus: ‘O Filho do Homem é Senhor até mesmo do sábado’, tinha o propósito de desafiar a autoridade dos fariseus, que a haviam roubado de Deus. Em outras palavras, Jesus estava dizendo: ‘O sábado não é de vocês para que o possam controlar; ele é meu porque eu sou Deus’.

 

Jesus, o maior de todosDr. Charles R. Swindoll

Anexos
  • tres-destaques-importantes-jpeg
Charles R. Swindoll

Charles R. Swindoll tem dedicado a sua vida ao ensino preciso e prático da Palavra de Deus e sua aplicação. Desde 1998, atua como pastor-professor sênior na Stonebriar Community Church, igreja da...

Ver todos os posts

Posts relacionados