Quem escreveu o livro?

Pedro se apresentou no início da carta como “servo e apóstolo de Jesus Cristo”, e ele dirigiu a carta “àqueles que… receberam conosco uma fé igualmente valiosa” (2 Pedro 1:1). Só mais tarde é que se torna evidente que Pedro estava escrevendo para o mesmo grupo de crentes que recebera sua primeira carta. Em 2 Pedro 3:1, o autor ponderou que esta é “a segunda carta que lhes escrevo”.

Muita tinta foi derramada nos tempos modernos sobre se Pedro era de fato o autor deste livro – sendo a autoria de 2 Pedro a mais disputada no Novo Testamento. Mas o ônus da prova é sempre sobre aqueles que duvidam da referência direta no primeiro versículo da carta, e apesar de seus esforços, esses estudiosos não foram capazes de organizar argumentos convincentes o suficiente para o crente sábio duvidar da inspiração e infalibilidade das Escrituras e destituir a revelação em 2 Pedro 1:1.

Qual o contexto?

Pedro escreveu esta carta de Roma, logo depois que ele escreveu 1 Pedro, em 64-66 d.C. O que teria provocado, então, uma outra carta para o mesmo grupo logo após a primeira? Pelo conteúdo da carta, parece que Pedro havia recebido alguns relatórios sobre os falsos mestres entre as igrejas da Ásia Menor. O apóstolo advertiu-os sobre a presença insidiosa daqueles que espalham heresias entre o povo (2 Pedro 2:1), indicando tais dificuldades como um sinal dos últimos dias (3:3). Pedro queria encorajar seu povo a se manter firme e instruí-los sobre a melhor forma de fazer isso.

Por que esse livro é tão importante?

As igrejas da Ásia Menor não estavam apenas enfrentando perseguições e sofrimentos abordados na primeira carta de Pedro; elas também tinham discórdias e dissensões internas. Em um esforço para conter a onda de heresia e falso ensino entre os cristãos, Pedro enfatizou a importância de aprender e se apegar ao conhecimento adequado de Deus. Na verdade, esse conceito era tão importante para ele que a palavra “conhecimento” aparece – de uma forma ou de outra –umas quinze vezes nesta curta carta de três capítulos.

Qual é a ideia principal?

O tema de Pedro em sua segunda carta é simples: perseguir a maturidade espiritual através da Palavra de Deus como um remédio contra o falso ensino e uma resposta correta aos hereges à luz da segunda vinda prometida de Cristo (2 Pedro 1:3, 16). Quando os falsos mestres começam a sussurrar suas doces palavras nos ouvidos de cristãos imaturos, o corpo de Cristo começa a desintegrar, a perder o que o torna distinto em primeiro lugar – a fé na pessoa única e obra de Jesus Cristo. Pedro repetidamente aponta para a Palavra de Deus como o principal meio de crescimento para o cristão (1:4, 19-21; 3:1-2, 14-16).

Pedro encorajou seus leitores a dedicarem-se à aquisição do verdadeiro conhecimento de Deus e viver a vida de fé com “empenho”, para que eles possam “ser encontrados por [Jesus] em paz, imaculados e inculpáveis” (1:5; 3:14). E se os crentes não seguissem o seu conselho, estariam entregando a sua comunidade cristã aos hereges, aquelas que olham para “explorar com histórias que inventaram”(2:3).

Como colocar em prática?

Tal como acontece com os destinatários da carta de Pedro, todos nós passamos por momentos difíceis. Essas provações parecem nos bater ainda mais forte quando a fonte das dificuldades vem de algum lugar ou alguém próximo a nós. Nós sabemos intuitivamente que isso é verdade em nossas vidas pessoais: uma fenda em um casamento, uma gravidez inesperada de uma filha solteira, ou um relacionamento abusivo com um parente. Mas isso é válido dentro da igreja também.

Os crentes podem criar dissensão de várias maneiras, especialmente nas áreas de relações e teologia. Para se proteger contra esse tipo de discórdia, tanto em nossas famílias como em nossas igrejas, o povo de Deus precisa conhecer quem Ele é. Nosso conhecimento de Deus através da Sua Palavra é a primeira linha de defesa contra os conflitos que ameaçam nos separar. Como Pedro escreveu: “guardem-se para que não sejam levados pelo erro dos que não têm princípios morais… Cresçam, porém, na graça e no conhecimento de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo”(2 Pedro 3:17-18).

Com isso em mente, quais medidas você está tomando para crescer em sua fé? Vamos dar um tempo para cuidar das nossas mentes com o conhecimento adequado de Deus, para que não nos desviemos ao longo do caminho que Deus preparou para nós.


Artigos

blog-grid

Romanos 11:33-36; 2 Pedro 3 Imagine esta cena por alguns minutos: “O dia do Senhor, porém, virá como ladrão. Os céus desaparecerão com um grande estrondo, os elementos serão desfeitos pelo calor, e a terra, e tudo o que nela há, será desnudada. ...

Continuar lendo
blog-grid

Alguns teóricos da conspiração, escritores de ficção, produtores de cinema e historiadores revisionistas querem nos fazer crer que os livros que temos em nosso Novo Testamento foram selecionados por líderes de igreja preconceituosos ou ignorantes, e...

Continuar lendo