Quem escreveu o livro?

Provérbios, como Salmos, aponta várias pessoas como os autores de suas numerosas seções. Salomão era excepcionalmente qualificado para servir como o autor principal deste livro de ditados sábios. Primeiro Reis 3:5-9 relata Salomão pedindo a Deus por sabedoria para reinar sobre Israel, uma solicitação que Deus eventualmente concedeu (1 Reis 4:29-31). Na verdade, Salomão identificou-se como a fonte da maior parte do livro. Seu nome aparece no início de três secções distintas – Provérbios 1:1, 10:1 e 25:1 – cobrindo quase todos os primeiros vinte e nove capítulos do livro.

A curta seção que consiste em Provérbios 22:17 a 24:34 expressa “os ditados dos sábios” (Provérbios 22:17), os quais Salomão pode ter compilado de várias fontes. A prova de que Salomão se baseou em várias fontes aparece em Provérbios 24:23, onde Salomão usou o substantivo plural “sábios” (também traduzido como “sages”) para descrever os autores desta seção. Além disso, devido às semelhanças do livro com as coleções de provérbios da Mesopotâmia e do Egito, como “As Instruções de Amenemope”, é possível que Deus tenha inspirado Salomão para anotar esta seção com base em declarações sábias a que fora exposto ao longo de sua vida.¹

Os dois capítulos finais reconhecem Agur (30:1) e Lemuel (31:1) como seus autores, embora as identidades desses homens permaneçam misteriosas na história.

Qual o contexto?

A composição de Provérbios continua a ser uma das perguntas mais difíceis sobre o livro. A sua forte associação com Salomão significa que a maioria de seus conteúdos foram concluídas antes da sua morte, em 931 a.C. É evidente que o livro ficou no reino sul de Judá, quando os homens de Ezequias compilaram mais provérbios de Salomão em Provérbios 25-29. Isso indica que o livro chegou provavelmente à sua forma final em algum momento antes do fim do reinado de Ezequias em 686 a.C.

Por que esse livro é tão importante?

Provérbios consegue algo que nenhum outro livro bíblico faz: ele simplesmente compila inúmeras instruções curtas para viver uma vida eficaz na terra. Enquanto outros livros articulam profundas verdades teológicas, longas narrativas de triunfo e fracasso, ou pregações proféticas a um povo rebelde, Provérbios se preocupa completamente com a instrução das pessoas no caminho da sabedoria. Os escritores do livro reconheceram as circunstâncias variadas da vida de uma pessoa e forneceram os princípios para aplicar em uma variedade de situações, em vez de instruções para seguir em apenas alguns casos específicos.

Qual é a ideia principal?

Provérbios afirma seu tema explicitamente logo no início do livro: “O temor do Senhor é o princípio do conhecimento” (Provérbios 1:7). O temor do Senhor se refere à nossa maneira de vê-Lo com o respeito que Ele merece. Significa viver nossas vidas à luz do que sabemos Dele, tendo-O no mais alto apreço e dependendo Dele com humilde confiança. Só dessa maneira, Provérbios ensina, é que vamos descobrir o conhecimento e sabedoria (ver também 9:10).

Ao escrever os Provérbios, Salomão esperava que seus leitores alcançassem a retidão prática em todas as coisas e que fizessem isso por viver suas vidas sob a autoridade e direção de Deus. Ele explicou especificamente o propósito do livro em 1:2-6, destacando a transmissão de conhecimento que teria impactos em todas as facetas de nossas vidas. Muito do livro enfatiza o ouvir os outros, para que possamos aprender com estes e aplicar o conhecimento acumulado daqueles que vieram antes de nós – como o dos pais e anciãos – às circunstâncias únicas de nossas próprias vidas (1:5, 8). A sabedoria envolve, então, apropriar-se de uma certa medida de humildade, em primeiro lugar diante de Deus e, em seguida, diante de outros. Se em vez disso, decidirmos falar precipitadamente, em vez de ouvirmos com atenção… bem, Provérbios lida com isso também (12:15; 13:3).

Como colocar em prática?

Leia! E viva! Provérbios contém algumas das partes mais práticas da verdade em toda a Bíblia. A maioria dos provérbios são declarações incisivas e repletas de imagens do mundo real. Essa abordagem nos permite ver muito claramente como um provérbio particular pode ser aplicado a qualquer número de situações cotidianas que encontramos – desde sair da cama pela manhã até o estabelecimento de uma base sólida em nossas relações com os outros. Provérbios nos lembra que Deus preocupa-se não só com os grandes eventos cataclísmicos da vida, mas mesmo aqueles momentos mundanos “invisíveis” em nossas vidas também.

Você está seguindo a Deus, mesmo naquelas aparentemente “pequenas” circunstâncias? Permita que Provérbios focalize a sua atenção em todos os momentos ocultos de sua vida.

 

Notas de rodapé

  1. Allen P. Ross, “Proverbs,” em The Expositor’s Bible Commentary: Old Testament, edição condensada, ed. Kenneth L. Barker e John R. Kohlenberger III (Grand Rapids: Zondervan, 1994), 938.

Artigos

blog-grid

Considere as palavras do Salomão: “Quem anda em integridade anda seguro, mas o que perverte os seus caminhos será conhecido.” (Provérbios 10:9). Antes de continuar este texto, volte e leia de novo. Quando Jó criou a sua família, estabeleceu-se no...

Continuar lendo
blog-grid

Um dos mais belos projetos já desenhados foi o plano de Deus para o casamento. Estabelecido antes que houvesse qualquer pecado no mundo, o casamento ilustra o design perfeito de Deus para os relacionamentos. Vamos consultar o Arquiteto para três maneira...

Continuar lendo
blog-grid

Essa sim é uma boa pergunta! Especialmente numa época que as nossas contas correntes precisam ressuscitar a cada mês para sobreviver aos déficits e dívidas públicas galopantes. Ao contrário daqueles que recebem salários incríveis para jogar algum...

Continuar lendo
blog-grid

Pergunta: Uma pessoa que eu costumava chamar de amiga fofocou sobre mim e eu estou muito magoada pelas suas ações. Eu disse a ela algo confidencial e ela contou aos meus outros amigos. Eu não posso nem mostrar a minha cara na igreja. Estou muito brava ...

Continuar lendo
blog-grid

Pois os lábios da mulher imoral destilam mel; sua voz é mais suave que o azeite (Provérbios 5:3). Como isso é verdadeiro para a mulher que usa seu charme feminino para seduzir, enganar e induzir os homens moralmente fracos a cair em pecado. Dalila era...

Continuar lendo
blog-grid

  Ouçam, meus filhos, a instrução de um pai; estejam atentos, e obterão discernimento. Provérbios 4:1 Pai, será que você está excessivamente comprometido, tão envolvido no seu trabalho, ou em algum projeto ou hobby longe de casa, que está ...

Continuar lendo
blog-grid

Envelhecer, como os impostos, é um fato que todos temos de encarar. Agora, você não vai me fazer declarar quando o crescimento para e o envelhecimento começa — não na sua vida! Mas há alguns sinais que podemos ler ao longo do caminho da vida que s...

Continuar lendo
blog-grid

  Instrui o menino no caminho em que deve andar, E até quando envelhecer não se desviará dele. (Provérbios 22:6 JFAA) Provérbios 22:6 é provavelmente a mais conhecida passagem sobre a questão da educação dos filhos e, ironicamente, a mais m...

Continuar lendo
blog-grid

“Éramos apenas amigos platônicos quando ele me colocou como seu amigo no Facebook. Um mês depois, eu decidi deixar meu marido e filhos para ficar com ele. Afinal, eu estava tão infeliz no meu casamento. Eu não deveria estar com alguém que me faz f...

Continuar lendo