“Quando Davi e seus soldados chegaram a Ziclague, no terceiro dia, os amalequitas tinham atacado o Neguebe e Ziclague, e haviam incendiado a cidade.
Levaram como prisioneiros todos os que lá estavam: as mulheres, os jovens e os idosos. A ninguém mataram, mas os levaram consigo, quando prosseguiram seu caminho.
Ao chegarem a Ziclague, Davi e seus soldados encontraram a cidade destruída pelo fogo e viram que suas mulheres, filhos e filhas haviam sido levados como prisioneiros.
Então Davi e seus soldados choraram em alta voz até não terem mais forças. As duas mulheres de Davi também tinham sido levadas: Ainoã de Jezreel, e Abigail de Carmelo, a que fora mulher de Nabal. Davi ficou profundamente angustiado, pois os homens falavam em apedrejá-lo; todos estavam amargurados por causa de seus filhos e suas filhas. Davi, porém, fortaleceu-se no Senhor seu Deus.” (1 Samuel 30:1-6)

Davi chegara a um ponto na vida, onde algumas pessoas pensam em se suicidar. Estava em um lugar tão alto na escada do desespero, que alcançara o último degrau. A última parada. O lugar em que ou você pula para o abismo, ou pede o perdão de Deus para ser resgatado. A maravilha é que temos essa escolha, porque Deus nunca desiste de seus filhos.

Davi fez a escolha certa. Embora tenha ficado “profundamente angustiado”, ele “fortaleceu-se no Senhor, o seu Deus” (Salmos 30:6).

Você está falando o que é certo agora, Davi. Esse é o caminho para suportar o Deserto. Os abismos podem parecer sem fundo, mas há esperança no alto. Levante os braços! A ajuda está lá.

Pela primeira vez em meses, Davi alça os olhos e diz: “Oh, Deus, ajude-me”. E é atendido. Ele sempre vai ajudar. Deus é um “socorro bem presente” quando necessário.

Os dias sombrios pedem ponderação e foco vertical. É isso o que Davi aprende neste momento de sua vida. Ele descobre que a prova não se destina a jogá-lo de costas e sugá-lo para dentro do abismo, seu desígnio é pô-lo de joelhos para que levante os olhos.

Você talvez tenha conhecido as alegrias e êxtases de andar com Cristo, mas num momento de desânimo, optou pela bifurcação errada no caminho e está vivendo agora no território errado: “no curral carnal”. Nas palavras do profeta, você foi como aqueles que “semeiam vento e colhem tempestade”.

Como Davi, porém, você se cansou de se sentir desajustado. A desilusão gerou desconfiança e a depressão o aniquila aos poucos.

Levante-se. Venha para casa. O Pai está esperando na porta, pronto para perdoar e disposto a restaurar. Está na hora de sua volta, de se fortalecer novamente no Senhor, o seu Deus.

 

Dia a dia com os heróis da féDr. Charles R. Swindoll

Anexos
  • socorro-bem-presente-2
Charles R. Swindoll

Charles R. Swindoll tem dedicado a sua vida ao ensino preciso e prático da Palavra de Deus e sua aplicação. Desde 1998, atua como pastor-professor sênior na Stonebriar Community Church, igreja da...

Ver todos os posts

Posts relacionados