“Éramos apenas amigos platônicos quando ele me colocou como seu amigo no Facebook. Um mês depois, eu decidi deixar meu marido e filhos para ficar com ele. Afinal, eu estava tão infeliz no meu casamento. Eu não deveria estar com alguém que me faz feliz?”

Isso soa familiar? Se não, logo será, como mais e mais mulheres cristãs casadas recorrem a outros homens para satisfazer as suas necessidades. A “síndrome da grama mais verde” é tão antiga quanto a grama verde, mas com a popularidade das mídias sociais, a tentação e facilidade para pastar no quintal dos outros é maior agora do que nunca.

Você está lutando com a síndrome ou conhece alguém que está? Se você está tendo um caso emocional ou físico, aqui estão quatro perguntas cruciais que você precisa se fazer, além de alguns conselhos práticos de como voltar para o seu próprio quintal.

 

O que gerou o caso?

Se você é como a maioria das mulheres, provavelmente foi atraída para o caso por causa de uma necessidade emocional não satisfeita de sua infância ou casamento. Talvez você tenha sido abusada sexualmente quando era criança por um membro próximo da família e tem dificuldade de confiar alguém. Talvez você esteja casada com um homem bom, mas você de alguma forma se sente desconectada e suas necessidades não estão sendo atendidas. Ou talvez você se sinta solitária e desvalorizada, porque o seu marido é muito ocupado com viagens de trabalho, em vez de se concentrar em seu casamento.

Ninguém entendia o que era ter necessidades não satisfeitas em um relacionamento mais do que a mulher samaritana. Cristo estendeu a mão para ela com compaixão e graça, apesar de ela ter uma série de relacionamentos não realizados. Ele Fez-lhe um convite para encontrar intimidade real através de um relacionamento com Ele quando disse: “Quem beber desta água terá sede outra vez, mas quem beber da água que eu lhe der nunca mais terá sede. Ao contrário, a água que eu lhe der se tornará nele uma fonte de água a jorrar para a vida eterna” (João 4:13-14).

Após cinco maridos e quem sabe quantos amantes, essa mulher finalmente conheceu o Homem que poderia preencher o vazio em sua vida. Se Cristo foi capaz de atender as necessidades mais profundas da mulher samaritana, por que Ele não pode atender as suas?

 

Quando foi que o caso começou?

Provavelmente, o seu caso começou como a maioria dos casos – com uma amizade inofensiva. Talvez depois de um tempo, vocês começaram a se encontrar para um café regularmente e a trocar mensagens de texto ao longo do dia. Lentamente, você abaixou a guarda e começou a fantasiar com ele. Provérbios 4:23 nos ensina assim: “Acima de tudo, guarde o seu coração, pois dele depende toda a sua vida”. Mas você não guardou o seu coração. Você saiu dos seus limites completamente, o que levou a um caso até com envolvimento físico. Nos primeiros meses, era romântico e emocionante, mas agora, talvez depois de um ou dois anos, os mesmos velhos sentimentos de descontentamento e vazio voltaram.

Você pode também se sentir presa, infeliz com seu casamento e infeliz no seu caso. O que você deve fazer? Bem, você deve encerrar de vez o caso. Mas como?

 

Como você termina o caso?

É fundamental que você escreva ao outro homem dissolvendo o seu relacionamento e corte toda a comunicação com ele. Você também deve obter um novo número de telefone celular e e-mail para que você não possa receber as mensagens dele e seja tentada a responder. Se você trabalha com ele, você deve considerar desistir e mudar de emprego. E se ele vai para a sua igreja, você vai precisar mudar de igreja.

Essas medidas podem parecer extremas, mas é importante que você tome medidas severas para evitar cair de novo em um relacionamento com esse homem, bem como para protegê-la que um novo caso venha acontecer no futuro. Somos lembrados em Mateus 5:30:

“E se a sua mão direita o fizer pecar, corte-a e lance-a fora”.

Obviamente, Jesus não estava endossando a automutilação, mas sim enfatizando uma questão dramática de uma forma dramática: faça o que for preciso para ficar livre de todos os pecados de luxúria e adultério.

 

Como você pode reconstruir o seu casamento?

Primeiro, você deve procurar o conselho de seu pastor ou um conselheiro cristão treinado com quem você e seu marido possam se encontrar semanalmente. Em segundo lugar, você precisa confessar seus pecados ao Senhor e ao seu marido. Muitas vezes é útil se isso for feito no contexto de uma reunião com o seu pastor ou conselheiro. Tiago 5:16 nos diz para

“confessar os [nossos] pecados uns aos outros e orar uns pelos outros para serem curados. A oração de um justo é poderosa e eficaz”.

Em terceiro lugar, você e seu marido precisam saber como e por que o caso aconteceu, bem como colocar limites firmes em seu casamento para impedir que isso aconteça novamente.

Se você está lutando com a “síndrome da grama mais verde”, lembre-se de que só o Senhor pode satisfazer todas as suas necessidades por intimidade. Oro para que o Senhor venha revelar a você que a grama não é realmente mais verde do outro lado e que Ele lhe dê um desejo de cultivar o seu próprio casamento.

__________________

Copyright © 2011 por Insight for Living.

Kimberlee Hertzer

Kimberlee Hertzer recebeu um diploma de bacharel de Pensacola Christian College e um Mestrado de Artes em Educação Cristã no Seminário Teológico de Dallas. Ela serviu no Departamento de Aconselha...

Ver todos os posts

Posts relacionados