A Palavra de Deus declara de maneira inequívoca que certas coisas não são da vontade de Deus e nunca o serão, na vida cristã. Ela também ensina claramente que algumas coisas são a vontade de Deus para aquele que crê. Não precisamos orar pedindo ‘direção’ sobre o assunto. Temos apenas de escavar nas Escrituras para extrair essa verdade para nós mesmos.
Trata-se de uma verdade divina sólida, imutável, permanente e bíblica. Os não-salvos jamais a entenderão e não devemos esperar que eles vivam de acordo com ela. É vontade de Deus estritamente para o filho de Deus. A imoralidade sexual, por exemplo, nunca é da vontade de Deus.
A vontade de Deus é que vocês sejam santificados: abstenham-se da imoralidade sexual. (I Tessalonicenses 4:3).
Sou lembrado aqui dos Dez Mandamentos, uma lista completa e definitiva de proibições divinas (Êxodo 20:3-17). Outro conjunto de ações claramente odiadas por Deus se encontra em Provérbios 6:16-19. Agora que já vimos uma lista de ações negativas, vamos considerar algumas ações que as Escrituras nos dizem, de maneira explícita, serem a vontade de Deus para nossas vidas.
Alegrem-se sempre. Orem continuamente. Dêem graças em todas as circunstâncias, pois esta é a vontade de Deus para vocês em Cristo Jesus. (I Tessalonicenses 5:16-18).
Devo dar graças? Esta é a vontade de Deus para a minha vida? Você não precisa orar sobre isso. Ele o diz aqui em alto e bom som: regozijai-vos. Ore sem parar. Dê graças por tudo. Dê graças quando estiver sendo provado, afligido e forçado a esperar. Sim, dê graças. Dê graças pela paciência que você está aprendendo a ter. Dê graças pela forma como Deus está trabalhando em sua vida por meio da provação. Dê graças.
Pedro, um dos amigos mais próximos de Jesus, nos lembra de duas reações que sempre representam a vontade de Deus. A primeira delas refere-se à submissão. A outra está relacionada a um caminho obediente num mundo cheio de incertezas.
Por causa do Senhor, sujeitem-se a toda autoridade constituída entre os homens; seja ao rei, como autoridade suprema, seja aos governantes, como por ele enviados para punir os que praticam o mal e honrar os que praticam o bem. Pois é da vontade de Deus que, praticando o bem, vocês silenciem a ignorância dos insensatos. (I Pedro 2:13-15)
Essa é a vontade de Deus para a sua vida como filho de Deus, não importando quem você seja ou onde esteja. Não há nada de misterioso aqui. Quanto mais você conhece a Palavra de Deus, menos confusa ela será. Aqueles que têm menos problemas com a vontade de Deus são os que mais conhecem a sua Palavra.

Anexos
  • sabemos-alguma-coisa-com-certeza-2
Charles R. Swindoll

Charles R. Swindoll tem dedicado a sua vida ao ensino preciso e prático da Palavra de Deus e sua aplicação. Desde 1998, atua como pastor-professor sênior na Stonebriar Community Church, igreja da...

Ver todos os posts

Posts relacionados