Os dias de brincadeiras da infância estão muito longe, mas as palavras ainda soam em seus ouvidos:

“Vem pra fora, vem pra fora, onde quer que esteja!”

Por que a liderança em casa às vezes se parece como uma brincadeira de esconde e esconde? O que deve ser feito quando o marido não está liderando?

O caminho da sabedoria sugere que busquemos o modelo do projeto original de Deus para o lar. Aqui estão quatro orientações práticas:

 

Decida falar com Deus, e não com outros.

Como esposas, muitas vezes somos tentadas a usar as nossas palavras para fazer nossos nossos pensamentos conhecidos. Uma decepção ou expectativa não atendida nos força a lamentar “o jeito como deveria ser”. A mágoa se acumula, enchendo o coração e não deixando espaço para a graça ou perdão. Mesmo anseios não expressos ecoam em nossos pensamentos. No entanto, a Bíblia nos dá uma direção clara, em que palavras afiadas ou uma ação decisiva não é a resposta. Neemias nos mostra um caminho melhor. Ele derramou os seus desejos ao Senhor sozinho por quatro meses antes de nunca dizer uma palavra ao rei sobre o seu pedido para reconstruir o muro ao redor da cidade de Jerusalém (Neemias 1:1 a 2:4). É a nossa comunhão com o Senhor, e não as nossas palavras, que faz a diferença em persuadir os líderes de nossas famílias (1 Pedro 3:12).

 

Libere-o da expectativa.

No âmago do coração de cada marido está o desejo de atender às expectativas de sua esposa. Na realidade, o pedestal que no colocamos é muito alto. Nenhum homem pode ser o Grande Interlocutor, Ávido Abraçador, Doce Paquerador, Gigante Espiritual, e Homem de Família tudo empacotado em uma só pessoa. Seu relacionamento vai respirar o ar fresco da graça quando as expectativas forem libertas.

 

Conte com a obra do Espírito Santo.

Quem é o Espírito Santo nessa situação? É possível que você tenha desempenhado um papel que Deus nunca quis que você tivesse. É Dele o trabalho de convencer e guiar na verdade (João 16:8-15). Deus criou o casamento para ser uma parceria entre homem e mulher, cada um com lacunas, com necessidades de serem preenchidas pelo outro. Lembre-se: o amor “tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta” (1 Coríntios 13:7). O que você acredita que Deus pode fazer no coração do seu marido?

 

Renda-se aos momentos encorajantes.

Qual comportamento piedoso que você vê em seu marido? Ele é carinhoso? Protetor? Um amante da paz? Olhe para os momentos em que você vê Cristo brilhando através dele, e use suas palavras para elogiá-lo. Seu apoio e aplausos pela forma como ele exemplifica Cristo vão honrar a Deus e, ao mesmo tempo, ao seu marido.

O objetivo de Deus no casamento é uma proposta surpreendente. Ele concebe uma maneira de fazer dois em um. Ele declarou que um casamento divino simboliza a relação de Cristo com sua noiva, a igreja (Efésios 5:32). Buscar o Seu desejo para sua família envolve o abandono da sua determinação de resolver as coisas. E seu maior meio de influência é a oração.

__________________

Extraído de Kelly Arabie, “When He’s Not Leading”, Insights (February 2007): 2. Copyright © 2007 por Insight for Living . Todos os direitos reservados mundialmente.

Ministério Razão Para Viver

Uma variedade de autores qualificados contribuem com conteúdo para o Ministério Razão Para Viver - de escritores dedicados, à conselheiros bíblicos ou pastores de outros países. Mas antes de qua...

Ver todos os posts

Posts relacionados