Depois disso, Mardoqueu voltou para a porta do palácio real. Hamã, porém, correu para casa com o rosto coberto, muito aborrecido e contou a Zeres, sua mulher, e a todos os seus amigos tudo o que lhe havia acontecido. Tanto os seus conselheiros como Zeres, sua mulher, lhe disseram: “Visto que Mardoqueu, diante de quem começou a sua queda, é de origem judaica, você não terá condições de enfrentá-lo. Sem dúvida, você ficará arruinado! ” E, enquanto ainda conversavam, chegaram os oficiais do rei e, às pressas, levaram Hamã para o banquete que Ester havia preparado. ” (Ester 6:12-14)

Se você é como eu, está sempre esperando o final da história. Neste caso, estamos esperando e desejando que Hamã receba o que merece. Tudo em nós clama por justiça. Em especial com um perdedor como Hamã, que já se pavoneou o suficiente.

Nem uma vez sequer durante toda a presunção e conspiração perversa de Hamã, Deus o ignorara ou ao seu plano de assassinar Mardoqueu e os judeus. Deus não perdera as suas declarações, o orgulho do seu coração e os motivos maldosos por trás de suas decisões. Deus estava invisível, mas não fora do alcance ou passivo. Ele não esquecera o seu povo ou suas promessas a eles e aos seus inimigos.

Alguém bateu à porta. Antes que pudesse sequer refletir, Hamã foi retirado às pressas de casa e escoltado ao palácio para o banquete que significaria a sua condenação. Não posso deixar de imaginar se, no caminho para o palácio, Hamã olhou outra vez para a forca que construíra para Mardoqueu, balançou a cabeça e lamentou o que havia feito.

Um princípio teológico magnífico sublinhado repetidamente nas Escrituras é este: Quando Deus parece ausente, ele está presente. Mesmo quando você pensa que perdeu tudo, Deus usa o fato como uma oportunidade para despertá-lo para a compreensão de que ele se encontra no controle, assim como para levá-lo a ajoelhar-se.

Você sente que Deus tem estado ausente em sua vida, de alguma forma distante? Quero lembrá-lo disto: ele pode ter parecido ausente para você, mas tem estado presente o tempo todo. Além disso, ele conhece o seu coração. Sabe a verdadeira condição da sua alma. Sabe as impurezas ocultas em seus motivos. Sabe a profunda depravação do seu pecado. Mas ele ouviu o seu clamor e não vai rejeitá-lo.

 

Dia a dia com os heróis da féDr. Charles R. Swindoll

peça e confie
faça um plano
Charles R. Swindoll

Charles R. Swindoll tem dedicado a sua vida ao ensino preciso e prático da Palavra de Deus e sua aplicação. Desde 1998, atua como pastor-professor sênior na Stonebriar Community Church, igreja da...

Ver todos os posts

Posts relacionados