Filhos, obedeçam a seus pais no Senhor, pois isso é justo. “Honra teu pai e tua mãe”, este é o primeiro mandamento com promessa: “para que tudo te corra bem e tenhas longa vida sobre a terra”. Pais, não irritem seus filhos; antes criem-nos segundo a instrução e o conselho do Senhor. (Efésios 6:1-4)

As crianças fazem parte da nossa vida e nos enriquecem com a sua presença. No texto de hoje aprendemos sobre a relação com elas e sobre o nosso desenvolvimento natural nos relacionamentos e suas consequências para a nossa vida.

A nossa vida só poderá estar bem, se estivermos bem com nossos cônjuges e com os nossos filhos e pais. Essas primeiras relações são essenciais para o nosso desenvolvimento natural. E quando isso não acontece, somos cobrados no futuro, através de problemas ou traumas.

Quando jovens, podemos ser inseguros, por não termos em nossos lares laços de estabilidade emocional, com relações truncadas.  Mas a Bíblia diz que o filho deve honrar o pai e a mãe, e para isso existe uma promessa de “que tudo te corra bem e que você tenha vida longa”. Pode ser uma longa jornada a descoberta de que a insegurança e instabilidade emocional são decorrentes da quebra da relação entre pais e filhos. Mas isso pode mudar nossas vidas.

Além do prazer de obedecer à Palavra de Deus, esse conserto é necessário. E Deus nos capacita e abençoa para isso.

Obedecer aos pais no Senhor é uma ação que você vai ter em relação aos seus pais na presença do Senhor.  A obediência é a linha de segurança para qualquer indivíduo. Quanto mais você obedece, mais seguro se torna. Você deve obedecer aos seus líderes como obedece aos seus pais.

Quando consertamos as nossas relações, começamos a construir um vínculo de segurança. E isso promove uma vida longa, cheia de coisas boas, essa é a promessa. Não adianta você viver muito e viver mal. Aqui está o segredo para você viver muito e viver bem!

Pais, não irritem seus filhos. Você irrita seu filho quando você exagera, extrapola, quando você perde o papel de responsabilidade e direção.  Irritar também é desconsiderar o filho, e um dia isso vai ser cobrado.

Ao contrário, devemos criar nossos filhos segundo a instrução e o conselho do Senhor. Aí está o segredo de um filho bem criado. Alguém que desde pequeno começa a entender que precisa de Deus em sua vida e que precisa obedecer a esse Deus. Muitos pais têm filhos adultos que sofrem a consequência de os terem irritado e não terem colocado a Palavra de Deus em suas vidas.

Como pai, você pode ser um agente de problemas e de soluções. Não é fácil conversar essas questões com o filho, mas será bom para todos. Qual filho não honra um pai que age dessa maneira? Seu filho vai ter o prazer de te honrar quando você for humilde o suficiente de lhe falar: “Onde eu estou errando? O que eu posso fazer melhor pra você?”. Todos nós podemos contribuir no conserto das nossas relações.

Se você quer ser um bom pai, ou uma boa mãe, seja um bom filho, uma boa filha. Se você quer desenvolver um relacionamento de segurança, aprenda que isso virá através do desenvolvimento da autoridade na sua vida. E essa autoridade começa no Senhor, nos seus pais, no seu pastor, no seu chefe. Quando você desenvolve essa autoridade, você se torna uma pessoa segura. Não importa a fase que você está vivendo. Isso pode ser desenvolvido e praticado a todo o momento na nossa vida.

Que Jesus nos ajude a encontrarmos essa vida longa e feliz. Que Jesus nos ajude a consertar os nossos erros como filhos e como pais, para que todos nós possamos viver bem na presença do Senhor.

Pr. Fernando Bochio

Anexos
Fernando Bochio

Fernando Bochio é pastor há mais de 35 anos. Professor de Teologia, conferencista, consultor internacional para organizações cristãs, atua também no mentoreamento e coaching de pastores e lidere...

Ver todos os posts

Posts relacionados