Na faculdade teológica fiz um curso de soteriologia, a doutrina da salvação, com o Dr. Charles Ryrie. Ele abriu a primeira palestra com esta instrução: “Tire uma folha de papel. Você tem menos de um minuto para compartilhar o Evangelho com um estranho, ou ele estará perdido por toda a eternidade. Escreva o que essa pessoa precisa acreditar para ser salvo. Comece agora!”

Os próximos sessenta segundos pareceram passar num piscar de olhos. A situação piorou quando ele nos disse para dar notas à apresentação do Evangelho do nosso vizinho. Em vez de atribuir uma nota com “aprovado” ou “reprovado”, nós fomos incumbidos para dar a nota de acordo com o resultado provável… “céu” ou “inferno”.

 

Agora aquilo era pressão.

Se você tiver menos de um minuto para compartilhar a mensagem da salvação com alguém, você será capaz de simplesmente resumir o Evangelho inteiro e nada mais? Você pode aparar a gordura sem cortar a carne? Pegue um pedaço de papel e se desafie agora e, em seguida, continue a ler.

 

Em 1 Coríntios 15:15,

Paulo reiterou aos crientes de Corinto “o Evangelho” que ele pregou a eles, que eles receberam, e em que perseveraram (15:1). Por esta mensagem — nada mais, nada menos — os crentes são salvos (15:2): “que Cristo morreu pelos nossos pecados, segundo as Escrituras, foi sepultado e ressuscitou no terceiro dia, segundo as Escrituras, e apareceu a Pedro e depois aos Doze.” (1 Coríntios 15:3-5).

A apresentação e argumento de Paulo foram bem resumidos: Cristo morreu pelos nossos pecados — em nosso lugar. Seu enterro demonstrou a realidade de Sua morte, que cumpriu as profecias do Antigo Testamento (Isaías 53:49). E Cristo ressuscitou vitoriosamente — um fato comprovado por inúmeras testemunhas e também previsto nas Escrituras (Isaías 53:10-12).

Cristo morreu pelos nossos pecados e ressuscitou dentre os mortos. O Evangelho é tão simples assim. Embora talvez precisemos explicar quem é Cristo (João 1:1; 20:31), mostrar que uma pessoa realmente precisa de um Salvador (Romanos 3:23), ou pedir a uma pessoa para responder pela fé em Cristo somente (Efésios 2:8-9), a mensagem do Evangelho por si só é simples.

Agora volte para o seu pedaço de papel e escreva rapidamente: o Evangelho inteiro e nada mais.

__________________

Adaptado de Michael J. Svigel, “The Full Gospel . . . and Nothing More,” Insights (Agosto 2006): 2. Copyright © 2006 por Insight for Living. Todos os direitos reservados mundialmente.

Michael J. Svigelvwsa

Michael J. Svigel recebeu seu Mestrado de Teologia em Novo Testamento e Doutorado de Filosofia em Estudos Teológicos do Seminário Teológico de Dallas (DTS). Atualmente atua como o Professor Associa...

Ver todos os posts

Posts relacionados