“Portanto, se você estiver apresentando sua oferta diante do altar e ali se lembrar de que seu irmão tem algo contra você, deixe sua oferta ali, diante do altar, e vá primeiro reconciliar-se com seu irmão; depois volte e apresente sua oferta. (Mateus 5:23, 24)

Este texto dá uma descrição sucinta da atitude correta e do que se deve fazer, quando somos a parte errada.
A cena é bem clara. Nos dias de Jesus, as pessoas tinham que ir ao templo para cultuar a Deus. De acordo com a lei judaica, a pessoa teria que levar um animal ou uma ave para o sacrifício. Este animal era imolado diante de Deus, propiciando a purificação do pecado e abrindo uma porta de acesso para sua petição.
Hoje em dia, o equivalente seria o cristão buscar o Pai em oração. Em qualquer das situações, ele é logo dominado pela incontestável lembrança e a dolorosa revelação de que ofendeu a outrem. E Jesus comenta isso nas seguintes palavras: “…ali se lembrar de que seu irmão tem algo contra você. O que fazemos então?
Parar! Não ignoremos essa lembrança. Não nos ponhamos a orar, embora essa seja nossa primeira reação. Deus prefere que sejamos sensíveis à sua mansa voz. O versículo 24 nos instrui a fazer quatro coisas:
1- Parar (Deixa perante o altar a tua oferta)

2- Ir (Vai)

3- Reconciliar (Primeiro reconcilia-te)

4- Voltar (Voltando, faze a tua oferta)

 

Trecho retirado de Eu, um servo? de Charles R. Swindoll. © 1983, 2018 Charles R. Swindoll Inc. Todos os direitos mundialmente reservados. Usado com permissão.

Eu, um servo?Dr. Charles R. Swindoll

um povo que inspira
Charles R. Swindoll

Charles R. Swindoll tem dedicado a sua vida ao ensino preciso e prático da Palavra de Deus e sua aplicação. Desde 1998, atua como pastor-professor sênior na Stonebriar Community Church, igreja da...

Ver todos os posts

Posts relacionados