Leia Romanos 12:9-21

É de importância vital que mantenhamos relacionamentos sinceros e profundos com aqueles que nos cercam. Temos que substituir nosso apressado e superficial ‘oi, como vai? ’, por um interesse genuíno pelos outros. O termo chave aí é integração.

Por alguma razão, temos a ideia errada de que essa integração começará a existir sem mais nem menos e teremos relacionamentos francos e profundos com as pessoas. Mas isso não vai acontecer.

Quando nossa igreja resolveu levar a sério essa questão de desenvolver a integração e relacionamentos melhores, decidimos também nos esforçar para isso ocorrer em nosso meio. Se não fosse assim, acabaríamos nos tornando um grupo de expectadores a olhar os outros ‘lá na frente’ fazendo tudo. Foi o que fiz através de uma série de mensagens nos cultos de domingo de manhã.

À medida que permitíamos que a Palavra de Deus falasse ao nosso coração, repreendemo-nos, sentimo-nos desafiados a não sermos mais meros indivíduos isolados, sentados nos bancos, absorvendo os sermões. O ponto central das mensagens era o amor fraternal, o envolvimento nos problemas daqueles que nos cercam, e a formação de grupos menores, onde pudéssemos nos abrir mais uns aos outros.

Estávamos muito empenhados em pregar as verdades bíblicas, mas agora nos achamos mais desejosos de aplicar essas verdades à nossa vida.

 

Vivendo sem máscaraDr. Charles R. Swindoll

não tenha medo
Charles R. Swindoll

Charles R. Swindoll tem dedicado a sua vida ao ensino preciso e prático da Palavra de Deus e sua aplicação. Desde 1998, atua como pastor-professor sênior na Stonebriar Community Church, igreja da...

Ver todos os posts

Posts relacionados