Após o sexto dia de criação, o Senhor Deus deliberadamente parou de trabalhar.

Ele descansou. Preste atenção nisso. Não é que não houvesse nada mais que Deus pudesse fazer. E certamente não foi porque estava exausto. A onipotência nunca se cansa! Ele não tinha ficado sem ideias, porque a onisciência não conhece limitações mentais. Poderia facilmente ter feito mais mundos, criado um infinito número de outras formas de vida e múltiplos milhões de galáxias além das que fez.

Mas Deus não fez isso. Ele parou.

Gastou um dia inteiro de descanso. Na verdade, “abençoou o sétimo dia e o santificou”, que é algo que não havia feito nos outros seis dias. Separou esse dia como um dia extremamente especial, como nenhum outro. Para mim, soa como se Deus tivesse tornado o dia em que Ele descansou, um tempo ‘prioritário’.

Se vamos “imitar a Deus”, nós também precisaremos fazer do descanso uma prioridade.

– Uma boa noite de descanso regularmente;

– Um dia inteiro de descanso pelo menos uma vez por semana;

– Momentos de descanso encaixados aqui e ali durante a semana;

– Férias para refrigério e restauração do corpo e da alma;

– Uma liberação da cruel prisão do estresse intenso trazido pelas pressões do dia a dia.


Como superar o estresseDr. Charles R. Swindoll

um reflexo de cristo
hora de descanso
Charles R. Swindoll

Charles R. Swindoll tem dedicado a sua vida ao ensino preciso e prático da Palavra de Deus e sua aplicação. Desde 1998, atua como pastor-professor sênior na Stonebriar Community Church, igreja da...

Ver todos os posts

Posts relacionados