Juízes 15 e Salmo 51

Dom é algo que recebemos de Deus, pelo Espírito Santo no ato da nossa conversão. Ele nos dá habilidades para trabalhar, para ser feliz e ter razão pra viver dentro do Reino de Deus.

Deus nos dá o dom como um presente. Mas se esse presente é rejeitado, ele se perde dentro de nós. Deus não remove o nosso dom, mas nós perdemos a alegria e a capacidade que ele produz em nós.

Sansão é alguém que perdeu um dom precioso dado por Deus, sua grande força. Com ela, defendia e ajudava o seu povo, era juiz determinante daquela nação e fazia grandes coisas.

Dalila, sua esposa, foi um instrumento para que ele perdesse esse dom. Ela instigou Sansão, para que ele ficasse desprotegido. Desejava saber o segredo de sua força, para destruir a sua vida, pois havia feito um pacto com os líderes dos filisteus, inimigos de Sansão.

De tanto ela insistir, Sansão acabou lhe contando que sua força vinha do seu pacto nazireu de não cortar o seu cabelo. Assim, fazendo-o dormir no seu colo, Dalila cortou as tranças do cabelo dele. E a sua força o deixou.

Os filisteus o prenderam, furaram os seus olhos e o levaram para Gaza. Ele ficou vulnerável, exposto, foi preso e humilhado. O Senhor o tinha deixado. Quando você perde o seu dom, você perde também a intimidade com Deus. É como se Deus tivesse deixado a sua vida. E você fica vulnerável, é agredido, machucado.

Sansão se arrependeu. Em seu coração ele se humilhou e pediu perdão a Deus. E os seus cabelos voltaram a crescer. Quando você se arrepende, se humilha e se coloca diante de Deus, mesmo que você já tenha sido ferido, se você sinceramente pedir perdão, Deus o concede. Quando Sansão fez isso, ele levou a consequência do seu pecado, mas Deus restaurou o seu dom e ele promoveu juízo sobre os seus inimigos, mesmo em sua morte.

Davi era um homem de muitos dons e talentos. Sua maior virtude era a da alegria, da felicidade, porque ele era um poeta. Mas Davi também falhou. Em vez de olhar a beleza de Deus, foi olhar a beleza do vizinho e veio a pecar em adultério. E após o seu pecado, ele perdeu sua alegria e o seu maior dom, o da poesia.

No Salmo 51 ele pede: Cria em mim um coração puro, ó Deus, e renova dentro de mim um espírito estável. Davi reconheceu o seu problema e pediu perdão a Deus. E Deus se reconciliou com Davi. Quando ele errou, sentiu-se impuro, instável e longe da presença de Deus. Por isso, para se restaurar, ele orou: Deus, não me expulses da tua presença nem tires de mim o teu Santo Espírito.

Deus restaurou Davi. Ele também levou as consequências do seu pecado, mas Deus trouxe novamente a ele sua alegria e o seu dom maior.

Que o Senhor nos ajude a entender que não podemos deixar nosso dom de lado. Que não nos esqueçamos de que Deus já nos capacitou para exercermos funções no Seu Reino. Se não as exercemos, estamos falhando, pecando e vamos apagar esse dom.

Se o seu dom está perdido dentro de você, é preciso reencontrá-lo através do arrependimento e da mudança de vida. É hora de você recuperar o que está perdido e restaurar a alegria do Senhor em você, orando como Davi: “Cria em mim um coração puro, ó Deus, e renova dentro de mim um espírito estável”.

 

Pr. Fernando Bochio

o poder da palavra
Fernando Bochio

Fernando Bochio é pastor há mais de 35 anos. Professor de Teologia, conferencista, consultor internacional para organizações cristãs, atua também no mentoreamento e coaching de pastores e lidere...

Ver todos os posts

Posts relacionados