Seja verdadeiro.
Quando você se aproximar, admita seus sentimentos aos amigos. Se as notícias lhe chocaram, diga. Se sentir as lágrimas vindo, chore. Se estiver dominado pela compaixão e pela pena, admita. Você pode ser um crente e acreditar na vida eterna, mas também é humano.
Permaneça em silêncio.
Sua presença, e não as suas palavras, será mais apreciada. A pesada manta do luto caiu sobre seu amigo, trazendo um negro e inexplicável pesar. Uma abundância de palavras e tentativas de instruções somente irão revelar um espírito insensível ao luto.
Seja sustentador.
Aqueles que estão confortando devem ter um coração sensível e compreensível. Eles não estão ali para citar versículos e deixar um folheto. Vêm somente para dizer que se importam. Não tentam apagar a dor de hoje enfatizando a esperança de amanhã. São comprometidos com o apoio, com a compreensão do luto. Poucas coisas curam mais um espírito ferido do que o bálsamo de um abraço reconfortante.
Esteja disponível.
Todo mundo aparece no primeiro ou no segundo dia. Mas e um mês depois? Ou cinco meses? A vida continua seguindo. Esteja comprometido a confortar depois, assim como você está fazendo agora.

uma vida com sentido
disponível para hoje
Charles R. Swindoll

Charles R. Swindoll tem dedicado a sua vida ao ensino preciso e prático da Palavra de Deus e sua aplicação. Desde 1998, atua como pastor-professor sênior na Stonebriar Community Church, igreja da...

Ver todos os posts

Posts relacionados