A crença em Deus, ou seja, o exercício da fé nele, envolve dois elementos essenciais: o conhecimento correto e a atitude correta.

1- O conhecimento correto. É possível crer na coisa errada com a mais sincera convicção e terminar do mesmo modo que se começou. Suponha que uma mulher quisesse viajar para Chicago. Sua secretária lhe fornece a informação do voo e, no dia marcado, ela vai até o aeroporto. Lá chegando, ela deve ir ao portão correto, em determinada hora. A sinceridade de sua crença não mudará o fato de que, se ela for ao portão errado, ou será impedida de entrar ou embarcará no avião errado.

Não é suficiente apenas crer que Deus existe. É preciso crer no Deus que existe!

2- A atitude correta. É possível crer na coisa certa com a mais sincera convicção e ainda assim terminar do mesmo modo que se começou. O conhecimento correto deve estar combinado à atitude correta. De acordo com Hebreus 4:6-11, o descanso sabático permanece disponível, mas apenas poderão entrar aqueles que se submeterem a essa verdade e responderem com obediência. Sem ação, a crença não pode ser genuína e, nesse caso, a ação à qual somos chamados é a cessação.

Nosso centro de agitação deseja impelir-nos para a frente, ainda mais rápido, numa tentativa de realizar por nós mesmos aquilo que Deus já providenciou. Para entrar no descanso sabático, devemos ir até Deus em humilde submissão à sua verdade e total dependência.

Para que possamos cessar nossa agitação, devemos eliminar a confiança em nossas próprias habilidades, realizações e força e pô-la na provisão de Deus.

 

Jesus, o maior de todosDr. Charles R. Swindoll

sobre a santidade, homens
ideias erradas
Charles R. Swindoll

Charles R. Swindoll tem dedicado a sua vida ao ensino preciso e prático da Palavra de Deus e sua aplicação. Desde 1998, atua como pastor-professor sênior na Stonebriar Community Church, igreja da...

Ver todos os posts

Posts relacionados