Pense em como foi ser criado pelos seus pais… deve ter sido uma experiência alegre ter um pai fiel e uma mãe cuidadosa.

E o contrário também é verdadeiro. Muitas pessoas têm sentimentos ruins e de decepção em relação à infância.

Nenhum de nós conhece famílias e lares perfeitos.

Independente do lar de onde você veio, nunca é tarde para começar a fazer o que é certo. E o segredo é cuidar.

Em Efésios 6:1-4, aprendemos quais são os segredos de um lar forte e saudável.

Somos todos pecadores. Todos nós falhamos e falharemos. Nossos pais erraram em algumas áreas conosco. E nós voltamos para os hábitos que foram formados por aqueles que nos criaram, que formaram seus hábitos através daqueles que os criaram, e o ciclo não se quebra.

Sugiro que o segredo esteja no cuidar, e é isso que quebra o ciclo.

Cultive uma sede por coisas espirituais, pelas coisas certas no coração de qualquer filho, de qualquer idade, dentro do seu lar e faça isso de acordo com o caminho no qual ele foi criado.

O versículo 1 diz: “Filhos, obedeçam a seus pais no Senhor, pois isso é justo. ” Existe uma advertência para os pais aqui. Preste atenção: “seus pais no Senhor”.

Não é que você pode simplesmente pegar sua autoridade, usá-la e lembrar seu filho o tempo todo de que você está no comando enquanto ele cresce. E aí ou ele vai aprender a se submeter e gostar disso ou deve cair fora!  Não. Desta forma você vai perder os benefícios que existem no processo. Não é isso o que o versículo diz. No contexto de submissão, lembre-se que a palavra-chave no versículo 21 do capítulo 5 é “Sujeitem-se uns aos outros”.

Ou seja, eu tenho um filho que Deus me deu e me sujeito ao Senhor para descobrir quem esse filho é, como ele foi formado, do que ele gosta, do que não gosta, no que é bom, no que não é, como ele pensa, como ele reage…

Isso leva tempo, requer esforço. Eu trabalho em cima desse processo, gasto tempo nisso, para que eu não crie um rebelde e não ajude a gerar um conflito no lar. Coisa que eu poderia fazer sendo insensível, exigindo obediência.

O versículo 4 diz: “Pais, não irritem seus filhos. ” Como isso pode acontecer?

Isso está relacionado ao mau uso da autoridade paterna. Ela pode acontecer por exigências inviáveis que não deixam espaço para a inexperiência ou imaturidade enquanto a criança está crescendo.

Ou então pode acontecer pelos pais irem a extremos injustos, sendo duros demais, até mesmo ao ponto da crueldade ou brutalidade. Ou também pelo outro extremo de mimar demais e demonstrar favoritismo.

Então eu quero falar algo de extrema importância para você, pai: seu filho precisa que você o ajude a descobrir quem ele é.

Quando você descobre quem ele é, você o ajuda. E quando ele descobre que você o está ajudando, você se torna parte do time dele, e ele do seu.

Haverá conflitos? Com o seu ímpeto e o dele, vão existir conflitos. Vocês dois continuam sendo pecadores. Mas quando você se depara com um conflito, você corrige o erro e encoraja o que é certo. E você gasta o mesmo tempo encorajando e incentivando. Na verdade, deve investir mais tempo fazendo isso do que destruindo ou criticando.

O texto continua:

Versículo 4: “(…) antes criem-nos segundo a instrução e o conselho do Senhor. ”

Crie seus filhos com disciplina de um lado e com cuidado do outro.

No processo de serem cuidados, os filhos aprendem a qualidade do amor de seus pais. Eles aprendem os limites da sua própria liberdade. Eles aprendem as características da independência saudável.

Isso proporciona maturidade aos seus filhos. Isso leva à pureza. Uma vida de pureza verdadeira. Segurança, maturidade e pureza. Eles saem de uma família cuidadosa.

E saiba de uma coisa: eles se tornarão como você. Eles serão como você. A maior escola dos filhos são os pais. Seus filhos serão como você. E como você é? Cuidadoso? Então eles saberão o que é cuidar. E tem mais, você está investindo em seus netos quando você cuida dos seus filhos.

Você cuida dos seus filhos quando os ajuda a saber quem são. Encoraje o seu filho naquilo em que ele é bom, ao invés de ficar frustrado porque ele não é bom nas mesmas áreas que você. Ele não é você. Ele não foi dado a você para realizar os seus sonhos. Ele veio da maneira que Deus quis, para ser criado e cuidado do jeito que ele é.

Ajude seus filhos. Eles não sabem como dizer isso, então, eu estou dizendo por eles. Gaste tempo, gaste tempo com cada um deles.

E a segunda coisa que quero dizer é que você cuida quando você gasta o tempo necessário para criá-los.

É incrível. Você trabalha, se dá, ora, disciplina e mesmo assim, às vezes, precisa fugir até outro quarto e gritar: “AAAAAAAAAA!!!”

E então, você volta, tenta se controlar, falar com aquele filho e talvez, em alguns momentos, precise disciplina-lo e deixá-lo de castigo.

Você precisa amá-los durante tudo isso. E você acha que eles nunca vão entender. Mas eles entenderão. A Bíblia diz: “e até quando envelhecer não se desviará dele”.

E então, um dia, vocês olharão e ficarão maravilhados. Seu filho entendeu. Sua filha entendeu.

E você fica muito grato a Deus e orgulhoso pela sua descendência, que foi cuidada. Porque Deus honrou o tempo e a paciência que você investiu. Valeu a pena.

 

Dr. Charles R. Swindoll

não tenha medo
peça e confie
Charles R. Swindoll

Charles R. Swindoll tem dedicado a sua vida ao ensino preciso e prático da Palavra de Deus e sua aplicação. Desde 1998, atua como pastor-professor sênior na Stonebriar Community Church, igreja da...

Ver todos os posts

Posts relacionados