Você está procurando uma igreja? Basta qualquer igreja? Ou uma que seja verdadeiramente saudável?

Talvez você tenha se mudado e não esteja familiarizado com a área. Ou você pode ser um cristão novo à procura de um lugar de culto. Ou talvez, ao invés de procurar uma nova igreja, você queira aprender a respirar uma vida nova em sua igreja atual. Seja qual for a sua situação, eu quero ajudá-lo a distinguir uma igreja saudável de uma que não é.

Igrejas vêm em uma variedade de formas e tamanhos, cada uma com sua própria personalidade. Claro, eu não posso recomendar uma sobre a outra, porque a melhor igreja para você é aquela que atende às suas necessidades e lhe dá a oportunidade de conhecer as necessidades dos outros.

Você vai descobrir que algumas igrejas são como amontoados de feridos; outras são como praças da cidade, onde um arauto anuncia as boas novas do Rei. Algumas são hospitais para os doentes; outras são postos de bombeiros, cujos caminhões correm para apagar os problemas da comunidade. Algumas são centros familiares que fornecem um bom ambiente para as crianças; outras são teatros, onde a música e o drama são enfatizados.

Essas atividades são valiosas e necessárias, mas não são o objetivo principal de uma igreja, nem a tornam saudável. Uma igreja saudável é aquela que reflete seis qualidades – qualidades importantes pelas quais você deve procurar.

Antes de colocar o pé para fora da casa, porém, eu te encorajo a pedir a Deus para guiá-lo em sua busca. Ele deseja o seu culto, especialmente como parte do Seu corpo, e Ele vai te guiar para a igreja certa para você.

 

Uma igreja saudável glorifica a Deus.

A Bíblia diz: “Seja o que for que vocês fizerem, façam tudo para a glória de Deus” (1 Coríntios 10:31). Glorificar a Deus significa ampliar, elevar e chamar a atenção para o Seu esplendor. Este é o objetivo principal da igreja e dos cristãos.

Nós fazemos isso ao convidá-lo para entrar em todos os segmentos de nossas vidas, ao falar para outros sobre Sua grandeza ao invés de tomar a Sua glória para nós mesmos, e ao alimentar nossas relações com Ele. Como podemos fazer isso acontecer? Encontrando-nos com Ele frequentemente, compartilhando nossas lutas e nos perguntando continuamente: “Isto trará glória a Deus ou a mim?

Uma igreja que alimenta o seu desejo de glorificar a Deus é uma igreja saudável.

 

Uma igreja saudável adora a Deus com um verdadeiro espírito de devoção.

Os cristãos primitivos proporcionaram um grande exemplo disso: “Eles se dedicavam ao ensino dos apóstolos e à comunhão, ao partir do pão e às orações. Todos estavam cheios de temor, e muitas maravilhas e sinais eram feitos pelos apóstolos.”(Atos 2:42-43).

Essas pessoas ouviam a Palavra e através da comunhão e oração eles interagiam uns com os outros e com o Senhor. Quando se encontravam, a intensidade e devoção completa de coração se misturavam com o comprometimento apaixonante. O Pai era exaltado, o Filho era elevado e o Espírito trouxe novas expressões de liberdade.

Esta deve ser uma experiência comum sempre que os cristãos se reunem, mas infelizmente nem sempre é assim. Muitas vezes as músicas são cantadas, a Bíblia é lida, anúncios são feitos, porém ainda falta a adoração. Para determinar a saúde do culto de uma igreja, pergunte-se: “Será que a minha alma sobe para a presença do Senhor? Eu me perco na admiração e no louvor que Ele merece?”

Uma igreja que abre o caminho para a adoração significativa é uma igreja saudável.

 

Uma igreja saudável equilibra a instrução bíblica com a aplicação pessoal.

A igreja primitiva enfatizou o ensino bíblico, como deveríamos fazer também, porque o ensinamento sólido e consistente da Palavra de Deus nos ajuda a crescer de várias maneiras:

  • Ele amadurece e estabiliza a nossa fé em tempos de provação
  • Ele aumenta a nossa capacidade de detectar e enfrentar erros
  • Ele nos dá sabedoria

O ensino que permanece teórico pode gerar indiferença ou arrogância. Além disso, a pregação que não consegue equilibrar instrução com amor e graça pode refletir intolerância. E, finalmente, quando o conhecimento bíblico se torna um fim em si mesmo, leva perigosamente para perto da idolatria – adorando a Bíblia acima do Seu autor, Jesus Cristo.

Então procure pela adoração e instrução juntamente com a aplicação compassiva; isso revela uma igreja saudável.

 

Uma igreja saudável exala o calor.

A igreja primitiva não só se caracterizava pela adoração, a devoção individual para o Senhor, e a instrução da Palavra, mas “eles se dedicavam… à comunhão”(Atos 2:42). Eles cuidavam uns dos outros.

Uma pessoa vivencia a verdadeira comunhão de duas maneiras: quando ela compartilha algo tangível com alguém em necessidade e quando ela compartilha algo com alguém – empatia com a tristeza ou a alegria que o outro está sentindo.

A igreja saudável é uma comunidade de crentes que demonstra a preocupação genuína uns aos outros.

 

Uma igreja saudável alcança os outros.

Os cristãos do primeiro século levaram sua preocupação um passo adiante e compartilharam com os outros o que eles sabiam sobre Jesus. Quando se aventuraram além de suas paredes, vidas foram mudadas: “E o Senhor lhes acrescentava diariamente os que iam sendo salvos” (Atos 2:47).

Igrejas que alcançam os perdidos de forma saudável focam seus cultos no crescimento do crente e não na evangelização do incrédulo. A igreja usa adoração, instrução e comunhão para preparar os cristãos para, em seguida, levar a mensagem do amor de Deus ao mundo. Igrejas saudáveis também se abstêm de utilizar a manipulação e coerção na evangelização. Em vez disso elas incentivam a tratar os outros com respeito e dignidade, permitindo que o Espírito Santo trabalhe em Sua maneira e tempo.

Uma igreja saudável ajuda as pessoas expressarem adequadamente sua fé onde elas vivem ou trabalham.

 

Uma igreja saudável tem um estilo contagiante.

Como um ímã, uma igreja com um estilo contagiante atrai as pessoas para dentro de suas portas. Quatro características compõem esse estilo:

  • É bíblico em seu conteúdo. As mensagens são baseadas na Palavra de Deus, não nas opiniões ou interesses do pregador
  • É autêntico na sua natureza. Esta é uma igreja que acredita no que diz
  • É gracioso em sua atitude. A igreja se vê como uma família, não como uma corporação
  • É relevante em sua abordagem. Esta igreja mostra como a Palavra de Deus se aplica às atuais necessidades, problemas e preocupações

Sempre que você encontrar uma igreja que glorifica a Deus, promove um espírito de devoção ao Senhor, apresenta a Palavra de Deus com a aplicação relevante, gera calor pessoal, alcança os de fora com a maravilhosa salvação de Jesus, e todos com um estilo contagiante, você terá encontrado uma igreja saudável.

Então é hora de decidir que tipo de igreja é melhor para você. Um centro familiar? Um lugar de tratamento para os feridos? Um corpo de bombeiros pronto para socorrer as necessidades da comunidade? Lembre-se, a melhor igreja para você é aquela que atende às suas necessidades e lhe dá a oportunidade de conhecer as necessidades dos outros.

Desejo que a sua busca resulte em um compromisso renovado com o Senhor enquanto se torna o membro de um corpo verdadeiramente saudável de crentes.

 

Para um estudo mais aprofundado da Palavra em relação a estas seis orientações, por favor, veja Salmos 119:9-16, 97-104; João 4:23-24; 13:34-35; Atos 2; Romanos 12; 2 Coríntios 1:3-4; 10:17-18; Efésios 1:22-23; 3:14-21; 1 Tessalonicenses 2:3-13; Hebreus 13:16.

__________________

Copyright @ 2010 por Charles R. Swindoll, Inc.

como devo reagir
Charles R. Swindoll

Charles R. Swindoll tem dedicado a sua vida ao ensino preciso e prático da Palavra de Deus e sua aplicação. Desde 1998, atua como pastor-professor sênior na Stonebriar Community Church, igreja da...

Ver todos os posts

Posts relacionados