Para melhor entender a natureza da cura divina hoje, considere as cinco leis a seguir, extraídas da Bíblia:

1- Existem duas categorias de pecado: original e pessoal. 

Os teólogos chamam a desobediência de Adão de ‘pecado original’ porque foi a primeira ocorrência do pecado e porque toda pecaminosidade, de todas as pessoas e por todos os tempos, pode ser ligada a essa escolha trágica (Gênesis 3:17-19).

Cada um de nós herdou uma natureza doente que tende a fazer coisas erradas, de modo que não conseguimos resistir à tentação do pecado.

2- O pecado original introduziu o sofrimento, a doença, a desordem e a morte. 

Um dos resultados do pecado é que a criação de Deus se tornou uma versão distorcida do que ele um dia havia criado perfeito. O Senhor não criou o corpo humano para sofrer e deteriorar-se. Ele criou o mundo para ser um ambiente harmonioso e nutritivo para nosso corpo e nos criou com o propósito de termos uma comunhão íntima com ele. Por causa do pecado existe algo errado em tudo e em todos, incluindo nosso corpo, que é suscetível à desordem e à morte.

3- Às vezes a doença e a morte são resultado direto de um pecado pessoal.

É óbvio que o uso de drogas ilegais destrói o corpo, e o sexo extraconjugal nos expõe a doenças, mas algumas aflições são permitidas de modo sobrenatural com o propósito de correção (I Coríntios 11:27-30). Como um ato amoroso de misericórdia severa, o Senhor pode permitir que a aflição física afaste uma pessoa do comportamento que destrói a si mesma e aos outros.

4- Às vezes a doença e a morte não estão de modo algum relacionadas ao pecado.

Em relação ao homem cego de nascença de João 9:1-3 Jesus disse: “Nem ele nem seus pais pecaram, mas isto aconteceu para que a obra de Deus se manifestasse na vida dele”. A cegueira daquele homem era o resultado do nascimento em um mundo que foi distorcido pelo mal; todavia, Deus deu à sua aflição um propósito divino, mesmo antes de trazer o universo à existência.

5- Não é da vontade de Deus que toda doença seja curada.

Este é provavelmente o princípio mais difícil de aceitar. Ele vai contra a nossa ideia daquilo que um Deus bom deveria fazer. Certamente se opõe à teologia da riqueza e da saúde que faz crescer os aplausos e multidões.

Jesus, o maior de todosDr. Charles R. Swindoll

Anexos
  • as-cinco-leis-da-cura-2
chaves
curso da vida
Charles R. Swindoll

Charles R. Swindoll tem dedicado a sua vida ao ensino preciso e prático da Palavra de Deus e sua aplicação. Desde 1998, atua como pastor-professor sênior na Stonebriar Community Church, igreja da...

Ver todos os posts

Posts relacionados