Leia I Coríntios 13
Meditando sobre esse texto, vejo quatro fatos básicos acerca do verdadeiro amor. E esses fatos mostram como o amor é importante para se ter um relacionamento franco:
– O amor não é opcional, é essencial.
Em primeiro lugar, vemos aí que o amor não é opcional; é imperativo. Paulo cita a frase ‘se não tiver amor’ três vezes (versículos 1,2,3) e, em seguida, apresenta o ponto forte: ‘o bronze que retine…nada…nada’. Se retirarmos de nossas ações o amor, que é o elemento essencial de tudo, elas se tornam semelhantes a um carro sem rodas, um trem sem máquina, um avião sem asas, uma casa sem alicerces. Removendo o amor, nada mais resta.
– O amor não é uma inclinação, é uma demonstração.
Quando falamos do amor como uma demonstração, queremos dizer que ele é ação, envolvimento, movimento, expressão. ‘O amor é… o amor faz… o amor não é… o amor não faz’. O amor não fica sentado, cochilando. Não é apático. É sempre disposto e pronto a agir. Não é passivo nem indiferente. Ele não passa pela vida bocejando. O verdadeiro amor é demonstrativo e não estéril, nem insensível.
– O amor é um imã que nos aproxima dos outros, e não uma muralha a nos separar.
Nos versículos 4 a 7 de I Coríntios 13, aparecem quinze definições específicas do amor, e cada uma delas possui força magnética suficiente para atrair as pessoas umas para as outras: O amor é paciente; benigno; não arde em ciúmes; não se ufana, nem é arrogante; não se conduz inconvenientemente; não procura os seus próprios interesses; não se exaspera; não se ressente do mal; não se alegra com a injustiça; regozija-se com a verdade; tudo sofre; crê em tudo; espera em tudo; suporta tudo; jamais acaba.
– O amor não é um empréstimo de retorno imediato, é investimento a longo prazo.
O verdadeiro amor não tem nada de superficial. Também não é uma varinha de condão que abanamos por cima de um problema, esperando que o sofrimento desapareça, como que num toque de mágica. O verdadeiro amor é duradouro. O amor autêntico é forte. Não cede à tentação de procurar saídas fáceis. Ele sempre resolve trabalhar o problema até solucioná-lo.

Anexos
  • analise-verdadeira-do-amor-2
Charles R. Swindoll

Charles R. Swindoll tem dedicado a sua vida ao ensino preciso e prático da Palavra de Deus e sua aplicação. Desde 1998, atua como pastor-professor sênior na Stonebriar Community Church, igreja da...

Ver todos os posts

Posts relacionados