Certa vez, um grilo apareceu em nossa igreja. Quando menos esperávamos, suas asas soaram em volume total, um som atípico para aquele ambiente acostumado com outros barulhos…

Sons de carros estacionando, microfones, o piano e outros instrumentos musicais afinando para iniciar o prelúdio… Sons de abraços calorosos, bebês expressando suas opiniões, e mães apressadas para atendê-los… Mas não o som de grilos.

Muitas vezes nos acostumamos com a rotina típica de certos ambientes. Mas o som do grilo era algo muito diferente.  Procuramos por toda a parte por aquela criatura e, por não conseguirmos identificar de onde vinha o som, decidimos que seria melhor deixar que o grilo participasse conosco. Quem sabe, se o culto não o agradasse, ele iria embora.

Tenho que dar crédito ao meu amigo inseto. Ele soube romper com aquilo que era comum a um grilo, tornando o nosso culto um tanto quanto incomum também. Pense em todas as coisas que ele ouviu e sentiu e que a maioria dos grilos do mundo nunca experimentou na vida. Uma coisa eu digo: ele teve coragem, ele estava disposto a arriscar qualquer coisa para romper o previsível.

Mas e você? Se você é como a grande maioria, infelizmente a resposta é não. Sair da zona de conforto é uma coisa da qual a maioria das pessoas tem medo. Provar um alimento diferente, ir para outro lugar nas férias, ler um autor desconhecido, ouvir um novo estilo de música, investir tempo para apreciar a natureza… Buscar formas de tirar os óculos do comodismo para enxergar a vida sob uma nova perspectiva.

Quem aceita uma rotina entediante pode estar, na verdade, acalentando um medo de se decepcionar, de errar, de fracassar. A ilusão de se ter o controle sobre tudo pode ser apenas uma forma de expressar o medo de viver plenamente.

Tente só por uma vez seguir o exemplo daquele grilo. Tenho certeza de que ele gostou muito de ouvir uma nova mensagem naquele domingo, de ouvir os cânticos e os sons das crianças brincando no templo.

Deus tem uma infinidade de novidades para compartilhar com você. Não deixe que os estereótipos que você mesmo construiu sobre Ele, afastem você dessa maravilhosa oportunidade.

“Eu vim para que tenham vida e a tenham plenamente” (João 10:10)

Trecho retirado de Dia a Dia com Charles Swindoll de Charles R. Swindoll. © 2005 Charles R. Swindoll Inc. Todos os direitos mundialmente reservados. Usado com permissão.

Charles R. Swindoll

Charles R. Swindoll tem dedicado a sua vida ao ensino preciso e prático da Palavra de Deus e sua aplicação. Desde 1998, atua como pastor-professor sênior na Stonebriar Community Church, igreja da...

Ver todos os posts

Posts relacionados